quarta-feira, 17 de junho de 2009

Logo marcas?

Estava eu curtindo as duas horas de sacolejo até o trabalho quando me peguei pensando em algumas logomarcas. É tosco postar sobre isso, mas eu poderia estar no Twitter escrevendo abreviadamente sobre as almôndegas que comi ontem no almoço...

...

Citröen X Chevron





O nome do símbolo da Citröen é Doble "chevron".
Duplo V. Não sei se "chevron" significa V ou V de cabeça para baixo, não importa, são parecidas, apesar da posição diferente, o nome denuncia...


Julio Bogoricin X Giger



A imobiliária Julio Bogoricin tem uma logomarca bastante peculiar. A aparência fálica deve ser para remeter à fertilidade, prosperidade, sei lá... Poderia ser também uma homenagem ou aspiração às obras de Giger.
H. R. Giger, artista plástico suíço, (o cara que desenhou o Alien) mestre da “erotomecânica”.
www.hrgiger.com/

Provavelmente infringí alguma lei de copyright - estou quase certo de que não posso colocar as logomarcas aqui sem autorização- É só reclamar que eu retiro! :-D

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Frêmito - Chambering

Meu 6º ou 7º album no Jamendo.

Músicas programadas, não toquei em nenhuma, ehehe.



  

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Ameaça Nuclear

Terça, 09 de jun, 8h28
A Coreia do Norte disse hoje que vai usar armas nucleares numa "ofensiva sem misericórdia" caso seja provocada.
Watchmen, revista em quadrinhos oitentista de Alan Moore, já estava para ser lançado no cinema há um bom tempo, mas somente em 2009 saiu do papel e invadiu a telona. Eu não assisti...
...
Velhas histórias são reeditadas, quase repetidas. Ainda atuais. O filme do quadrinho, a ameaça nuclear, a “bipolarização”...

Será o último sopro do "revival" dos anos oitenta?

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Cultura é mais do que o que está à venda nas lojas?

Às vezes eu penso nos jogos de vídeo game que me fizeram torrar parte da minha infância, e adolescência, dentro do quarto. Eles fazem parte da minha memória individual, e com certeza, da de outras pessoas também. Por exemplo, o “supermario bros”, um clássico que inaugurou um novo conceito de joguinhos de aventura "plataforma". Ou o “mortal kombat” que tinha aquele visual e nível de violência inéditos (ou quase) que iniciaram um novo nicho de jogos e jogadores... Eles são agora somente lembranças. Encontrar o hardware necessário para jogá-los hoje em dia já está bastante difícil, sem falar nos cartuchos... Estão fadados ao esquecimento, mesmo que existam as infinitas continuações desses jogos clássicos, o ponto de partida e o caminho percorrido estão se perdendo. Para ilustrar minha divagação sobre a importância dos jogos clássicos, cito Miguel Ferreira, que se refere a (alguns) jogos de computador como “(...)considerados de valor histórico assinalável" . Entretanto, não é só uma questão de preservação digital, é também de ordem legal. As leis de direitos autorais e/ou patentes que não permitem que possuamos as ROMS dos jogos para rodarmos em emuladores fazem com que essas obras de entretenimento, essas partes de nossa cultura, rumem ao esquecimento. A perda ou redução considerável do apelo/valor comercial dos jogos clássicos (isso é aplicável à tantas coisas...) os tira do mercado, e o copyright os entrega de vez ao efêmero mundo das lembranças da época em que assistia à sessão da tarde e fingia que está doente para não ir para escola e ficar jogando video-game.

...

Uns dizem que se você tem o jogo, pode ter cópia, no caso, a ROM. Se você não tem, não pode. Há quem diga que cópias integrais são proibidas. Procurei na lei 9.610/98 (dos direitos autorais) mas não consegui chegar a nenhuma conclusão apresentável...

...

  ©Template por Dicas Blogger Modificado por mim!

TOPO