sábado, 22 de janeiro de 2011

Sobre EAD

Muita gente torce o nariz para essa nova modalidade de ensino não presencial. Não tiro a razão. Na década de 70/80 parece-me que houve uma profusão de cursos por correspondência que abalaram a credibilidade do ensino sem salas de aula e horários pré-definidos.

Eu tenho um sério problema com frequência e horários fixos - já me bastam o trabalho (e a namorada, ehehe)! Toda vez que penso em me matricular em algum curso eu levo em consideração o fator deslocamento, uma vez que moro longe e num local "contra-mão". Mas o maior agravante para mim é a frequência. Ter que aturar curso todo dia não dá. Já me bastaram todos os dias desperdiçados desde o jardim de infância até a graduação. Na faculdade eu sempre curti os professores que pouco se importavam com a presença.

Talvez eu seja um pouco autodidata, porém motivado pela preguiça e aversão à frequência e não por uma capacidade de aprendizado fora do normal...

Os cursos a distância me satisfazem nesse quesito. Eu decido quando vou estudar/aprender e se tiver alguma dúvida, o professor estará lá. Não preciso sair de casa. Não preciso estar no centro do RJ numa noite de janeiro preocupado com a chuva que se anuncia e que provavelmente me impedirá de chegar em casa. Acho que o aprendizado tem que dar liberdade para impormos o andamento que queremos. Na escola, cada aluno tem uma velocidade e uma forma de aprendizado diferente que nem sempre é suprida pelos métodos padronizados de ensino
.

A maioria das pessoas que conheço me diz que existem dois grandes problemas nos cursos EAD: a falta da presença do mestre e a dificuldade do aluno em organizar os estudos.


Sobre a não presença do mestre: As pessoas namoram pelo MSN mas não podem tirar uma dúvida por ele?  A única plataforma que conheço e usei num curso que fiz foi a Moodle e sim, ela funciona. Se as pessoas usam foruns pela internet, conseguirão extrair as vantagens de usar essa plataforma. O professor/instrutor estará lá. O conteúdo estará lá.

Quanto a dificuldade de organizar os estudos... Bom, esse problema também afeta quem faz cursos presenciais. E mais. Cursos EAD podem nos dar mais tempo para nos dedicarmos a ele...
Siga meu raciocínio:
O tempo de deslocamento para o curso mais o tempo que se desperdiça em todo início de aula é tempo ganho na modalidade EAD. Você pode utilizar esse tempo extra para se dedicar mais ou para qualquer outra coisa!


Bom, pra finalizar esse post - afinal de contas, tenho uma mono inteira para animar meu sábado...
Na minha opinião, a modalidade EAD não perde em nada para as modalidades presenciais. Creio que se um dia chegarmos a ter professores/instrutores nos cursos EAD tão bons quanto os que podemos encontrar nos cursos presenciais, ninguém será capaz de notar a diferença de aprendizado.

* Já fiz dois curso EAD e pretendo, ainda este ano, fazer mais dois.
* Ainda estou ponderando fazer uma graduação EAD

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Primeiro do ano

A gente sempre tenta fazer um bom primeiro post do ano, mas nem sempre dá.

Estou ligeiramente enrolado com a entrega da minha monografia e meio sem inspiração para escrever algo que preste...

Portanto colocarei o meu último album no Jamendo.


  ©Template por Dicas Blogger Modificado por mim!

TOPO